História da Musicoterapia

História da Musicoterapia

O uso da música como terapia vem ocorrendo há séculos, com a Grécia Antiga liderando o caminho. Apolo, por exemplo, é o deus grego da música e da medicina – provando que os dois estão ligados desde pelo menos a era da Grécia Antiga. A musicoterapia era praticada até mesmo nos tempos bíblicos, quando se pensava que David tocava harpa para livrar Kind Saul de um espírito maligno.

A musicoterapia como a conhecemos hoje começou na esteira das I e II Guerras Mundiais. Foi então que músicos (particularmente no Reino Unido) viajaram para hospitais para tocar música para soldados que sofriam de traumas emocionais e físicos. A violoncelista francesa Juliette Alvin foi pioneira na musicoterapia clínica na Grã-Bretanha nos anos 60, e ainda é considerada a mais forte influenciadora da terapia.

Hoje a musicoterapia é uma das principais terapias criativas do país.